Home Gastronomia TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience fecha programa enogastronómico em Penafiel
TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience fecha programa enogastronómico em Penafiel
0

TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience fecha programa enogastronómico em Penafiel

0
0

TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience

Sub-região do Sousa

Depois das sub-regiões de Basto, de Paiva, de Baião e de Amarante, chega ao fim esta quinta-feira, dia 19, o programa enogastronómico TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience. A sub-região do Sousa é o último destino, fechando um ciclo de cinco jantares vínicos, iniciado em dezembro do ano passado, com jantares em cada uma das cinco sub-regiões produtoras de vinho verde do Tâmega e Sousa.

Na sub-região do Sousa encerramos com vinhos verdes modernos, mais elegantes, aromáticos e sedutores, e teremos como cenário uma das quintas mais icónicas desta sub-região: a Quinta da Aveleda.

Desta propriedade há registos datados do século XVI. Passou por várias gerações, até que Manoel Pedro Guedes de Silva da Fonseca se dedicou a ela a tempo inteiro, por volta de 1850. Pessoa de grande visão, foi o primeiro impulsionador da quinta, construindo uma adega.

Sucederam-lhe os filhos, que constituíram uma sociedade agrícola para gerir a propriedade. A par da produção de vinhos verdes, famosos em todo o mundo, foram sendo construídas várias edificações e plantados os extensos jardins, que são hoje os emblemas desta quinta.

À mesa da Quinta da Aveleda estarão jornalistas, bloggers, wine lovers, críticos de gastronomia e vinhos, entre outros, aos quais serão dadas a conhecer e a provar algumas das castas mais características da sub-região do Sousa, selecionadas pelo enólogo Manuel Soares, que, desde 1998, colabora com a Aveleda S.A., sendo, atualmente, o Diretor de Enologia e Produção do grupo.

Constituída pelos concelhos de Felgueiras, Lousada, Paços de Ferreira e Penafiel, a sub-região do Sousa é considerada de transição, por não estar diretamente exposta à influência atlântica, mas apresentar um relevo pouco acentuado, e por se tratar de uma zona interior, mas sem invernos fortes e verões muito quentes. O seu clima é ameno, com amplitudes térmicas baixas e uma pluviosidade abaixo da média.

As castas predominantes são, por isso, as características dos locais mais amenos, nomeadamente o arinto, o loureiro e a trajadura, às quais se juntam o azal e o avesso, de maturação mais exigente. Nas tintas destacam-se as castas borraçal e vinhão, disseminadas por toda a Região dos Vinhos Verdes, e ainda o amaral e o espadeiro, este muito utilizado na produção de vinhos rosados.

A acompanhar estes vinhos, as propostas gastronómicas do chef Renato Cunha, distinguido como o melhor “Chefe de Cozinha de 2012” pela revista Wine e responsável pelo restaurante Ferrugem, que que tem conquistado o reconhecimento nacional e internacional, destacando-se o “Bib Gourmand”, no Guia Michelin, um “Sol”, no Guia Repsol, e o “Garfo de Ouro”, no guia Boa Cama Boa Mesa do Expresso.

A cozinha que preconiza valoriza os produtos genuínos, com identidade portuguesa e, de preferência, com origem numa agricultura sustentável. A cultura vínica está também muito presente no seu trabalho. Em 2017, o Ferrugem foi eleito o “Restaurante do Ano” pela revista Vinho Grandes Escolhas e, em 2012, venceu a categoria “Wine Sidewalk Restaurant of the Year” (Melhor Serviço de Vinhos em Restaurante de Rua) das escolhas de Aníbal Coutinho.

Comissariado por José Silva, conhecido apresentador e autor do programa da RTP “A hora de Baco”, um programa dedicado ao vinho português, e cronista e autor de inúmeros guias de restauração e vinhos e de outras publicações especializadas, o programa enogastronómico TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience tem como objetivo promover, junto de um público especializado, o vinho verde do Tâmega e Sousa, um produto de excelência e símbolo distintivo deste território, de vincada tradição vitivinícola.

Inserido na sua totalidade na Região dos Vinhos Verdes e agregando cinco das suas nove sub-regiões – sub-região de Amarante, sub-região de Baião, sub-região de Basto, sub-região do Paiva e sub-região do Sousa –, o Tâmega e Sousa é responsável pela produção de mais de 50% deste néctar único no mundo.

O programa TâmegaSousa Vinho Verde Wine Experience é promovido pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, em articulação com os municípios que a integram e em parceria com a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, sendo um projeto cofinanciado pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

CIM do Tâmega e Sousa